26 de jul de 2011

Às Vezes

*Eugene de Blaas*


*Abaixo pequeno poemeto em favor de minha amada esposa:


#Quantas Vezes

Quantas vezes é preciso dizer que te amo.

Quantas vezes é preciso te querer tanto.

Quantas vezes é preciso sonhar tão profundo o beijo que te quero dar.

Podem ser tantas vezes incontaveis que não cessam

Podem ser momentos eternos de declaração de amor

Podem ser cantatas, sonetos, poemas e afins

Tudo exposto num memorial sem fim.

Vem a mim sem demora amor

Que minha alma canta feliz

Lirica voz de quem ama

Perfumado corpo daquele que deseja

Todo tempo é nosso

Toda vida é eterna em nós

Vem dança comigo e comemoremos

A felicidade de saber que nos amamos

12 comentários:

Uriel Gonçalves disse...

Quem escreve bem aqui é você. Que bonito isso, cara. Bem sentimental. Gostei. E sobre seu comentário no meu blog, não resisti xD

pode colocar em algumas comunidades sim, aproveite e faça propaganda do meu blog \o/ afinal ele nao é tao divulgado assim, pqe eu mal sei mexer em coisas do tipo HTML e criar Banners, nem fazer parceiros, muita coisa ainda to aprendendo :P

mas nao esquece de citar os devidos créditos do autor viu?
e depois me manda a comunidade pra mim ir dar uma olhada.

Até mais, e obrigado.

http://jornalosturiel.blogspot.com

Lucas Santiago disse...

Percebi que vc usa algumas imagens
interresantes no seu blog...

Seria legal vc mencionar o nome da
obra, pq são todas muito legais...

Qto ao texto, perfeito...
Muito bom mesmo...

Abraços...

Ruash disse...

Legal o poema.Gostei do final.Pensei na Sol dançando.^^

Amei o quadro!Pintura linda!

KitFisto21 disse...

o texto e a imagem se complementam neste seu post
tudo que tá escrito é verdade, mas a gente prefere ignorar ou esquece...

O Bigulino disse...

Acredito, que nestes ultimos tempos necessário. Pessoas que ultilizem, as palavras cetas nos lugares certos. Mesmo não sendo muito fã, da certa acidez que seus textos trazem. mas acredito que a poder em tudo que se diz. E diante das verdades que o Senhor trouxe atrvés doq ue lá está escrito. Siga enfrente guerreiro das palavras.

Éverton Vidal disse...

Eita que o cara está inspirado.

Éverton Vidal disse...

Ah... espero mesmo que vocês gostem dos livros... piratas... bolivianos rs, mas com tudo direitinho e éclaro, presenteado com amor (ui).

Abraçao.
Inté!

Caio disse...

Marco!!! Meu grande amigo, faz tempo que você não publicava nada... estava com saudades de seus posts...
O que poderia dizer sobre esse tão lindo poema? Simplismente invejo àqueles bem aventurados que têm sua amada para que possam por elas sofrer e amar... Estou procurando pela minha, para, um dia, participar dessa tão linda poesia.

Raphael Rap disse...

Muito bom claro, amar é realmente uma necessidade.

Agora voltando à ativa, espero comentar com mais frequência, mas sempre por aqui lendo os textos...

madrugada disse...

É estranho aceitar isso com uma mulher só, como a sociedade prega. Há muitas mulheres e muitos momentos que textos assim podem fazer sentido.

Mega Balaio disse...

Texto legal!

dig disse...

OLha o Marcão rapaz dando uma de Salomão em canticos dos canticos kkk

Leia também...

2leep.com