29 de out de 2009

A Irrelevância Cristã

*Eugene de Blaas , óleo em tela*

Observo a cristandade (dentro dela diversos segmentos), e sempre me pergunto onde está a graça?!

Observo as questões levantadas e não sinto a mínima vontade de comentar, interagir sobre seus assuntos, dilemas e esperanças. São questões que me parecem tão irrelevantes e tão banais.

Vejo as pessoas querendo buscar um olhar diferente de Deus ou somente chamar a atenção de um ser que dentro da fé que eles mesmos confessam é onisciente. Diante disso me calo e ignoro, ou pelo menos tento.

Vomitar toda a teologia já é irrelevante, mesmo que está teologia vá de encontro ao mais profundo teólogo póstumo ou a era pentecostal e suas estranhezas.

Pensar num cristianismo pragmático onde tudo deve ser pesado, pensado e posto em prática se tornou um discurso tão irrelevante por causa da banalidade de querer ser o melhor cristão do mundo que se equipara às questões rotineiras como decidir a roupa (ou no caso máscara e fantasia) que irá vestir.

Realmente é pura banalidade e irrelevância querer ser visto por Deus dentro do cristianismo. Digo isso pelos dogmas e divergências que existem mais de dentro para fora do que de fora para dentro.

Afinal se existe um Deus pessoal e onisciente por que no meio do aglomerado de pessoas pedintes, em meio a gritos e histerias de uma demonstração bisonha de um falso poder tentamos chamar sua atenção?!

Apesar de que creio serem irrelevantes as questões que trazem a pauta a unidade dos segmentos cristões e suas idéias, regras, liturgias e dificuldades. Afinal o cristianismo nunca será uníssono, pois ele foi feito, e é praticado por pessoas que são tão diferente entre si que nunca chegarão à utopia desejada e tão sonhada por alguns.

"Creio serem irrelevantes as questões da cristandade por que somos crianças brincando de ter um “deus boneco de pano” que está pronto para tratar as nossas carências da maneira mais útil a nós mesmos. O problema é que existem tantas outras crianças com seus “deuses bonecos poderosos” desejosos para si e somente para si o que você que se acha único quer. "


E nisso há o conflito que será ganho pela criança que tem o boneco mais armado pela sua “fé”.

São irrelevantes as nossas questões por que somos os peseudo-intelectuais-teologos de uma fé enlatada, rotulada posta numa prateleira duma loja gospel esperando o próximo movimento cristão que possivelmente será chamado de revelação profética, avivamento ou novo movimento cristão. Sendo que na verdade só existe a inércia daqueles irrelevantes cristãos que brincam de ter “deus” e são empurrados pelos que vem de trás e querem ser os primeiros.

Quando eu quero as respostas mais relevantes dentro do contexto cristão, simplesmente desligo meu computador, fecho minha bíblia, tapo meus olhos e ouvidos, cesso de falar e vou viver lá fora onde as pessoas que também vivem estão.

Então não me procure dentro de um segmento religioso que não irá me achar sentado buscando a atenção de um ser divino.

Vou lá fora viver no mundo que Deus criou e está.

15 comentários:

Thiago Mendanha disse...

Cara, tá chupinhado de novo... rs...

Sol disse...

Foi mal!!!! É q li no blog do Thiago... e como sou novo nesse negocio de blog to meio perdida ainda, me desculpe mesmo tá???? Já arrumeio lá!!!!
Abraços
Deus abençoe sua vida!!!!


Sol

DrummerChick disse...

É como um tapa na cara.

[*TABEF*]

Ai.

Sergino disse...

Respeito sei idealismo!
Mas pensei que vc era Judeu, ou curtia Paul Wilbur, pelo fato do seu nick no orkut!
Mas amém!
até!!

rosangela disse...

Quando eu quero as respostas mais relevantes dentro do contexto cristão, simplesmente desligo meu computador, fecho minha bíblia, tapo meus olhos e ouvidos, cesso de falar e vou viver lá fora onde as pessoas que também vivem estão.

Será que tem forma melhor pra se encontrar e encontrar a espirutalidade??

Acho que até tem.. mas me reservo a cometar..

bem colocada a sua idéis com pontos fortes que quem leu vai para para pensar nem que seja um pouco ..

abç..

Dário Souza disse...

Belo layuout,gostei bastante,primeira vez que vejo um blog destinado a arte como o seu.Em relação a tela axei que demonstrava o cotidiano de pessoas de uma epóca distante,diria ate medieval.

Victória D. disse...

É como um tapa na cara. [2]
Li duas vezes para ter certeza de que tinha uma opinião formada, e ainda não sei o que dizer.
Voltarei depois para argumentar melhor..

Abraços.

Blogueiro - Leandro R. disse...

Cara, um dos blogs mais inteligentes que eu conheço!! Parabéns!!

Extremamente bem feito!

IBlog, o novo blog de divulgação e entretenimento.
Participem!!

http://iblogworld.blogspot.com/
http://www.orkut.com.br/Community.aspx?cmm=57401189

Prii Persi disse...

Gostei da sinceridade transmitida no seu blog. Me fez bem, te ler. ^^

Venho agradecer ao comentário e dica lá no 'Cultivando'.
Bem lembrado o fato de 'chorar com os que choram e cantar com os que cantam'.


Beijos e sorte!

Adriano Villa disse...

Buenas, interessante seu texto, contudo, da mesma forma que possuí liberdade de expressão as pessoas possuem as suas de expressarem da forma que desejam, infelizmente, religiosidade tem se mostrado um grande mal da humanidade, não pelo culto em si, mas pelas pessoas que o dirigem, elas sim as tornam uma coisa para ser pensada e criticada. abracos

iti disse...

o cristão parece conviver melhor com as coisas, e tals..
uma religião ate legal de ser discutida..mais pra ti fla a verdade ñ conheço mto..


http://www.lhmartins.blogspot.com/

Daniely disse...

E quem é que define quais são as questões mais relevantes?

"Vou lá fora viver no mundo que Deus criou e está"

Soou não muito descartiano, rs...enfim...valeu pelo senso crítico, texto muito bom...

abraço!

Lion of Zion disse...

Daniely...

Será que concordamos que é mais relevante viver entre pessoas do que viver o o isolacionismo que a religião causa?!?

Mas enfim...

Se você leu não só a obra de Descartes deve saber que ele sai do isolacionismo de um colégio jesuíta para ganhar o mundo...

Mas enfim eu não sou "descartiano" e creio que postar a biografia dele aqui é irrelevante. =]

Pablo Ricardo (Dexter) disse...

Sinceramente depois do relato desse post tenho a convicção de que ser CRISTÃO é o melhor caminho a se seguir.

Caio disse...

É Marcão, você mostra a realidade de um povo que só sabe pedir as "bênças" de Deus e só fica querendo pular, gritar, rodopiar, ciscar como uma galhinha pra ver se Deus concede o que Ele quer.
Depois que termina o show, o cara maltrata a esposa, bate nos filhos, adultéra com qualquer vadia e faz tudo em nome de Deus, afinal, a mulher tem de ser submissa ao homem, os filhos devem honrar pai e mãe e Deus manda Oséias tomar uma mulher e adulterar com ela (na verdade o texto diz para Oséias pegar uma mulher adúltera)... E assim vai o cristianismo, ou o que chamam de cristianismo.
Fico realmente triste por saber que esse povo trata as demais pessoas como gente do mundo, fazendo um separatismo inexistente quando se olha a graça de Deus.
Francamente, não tenho muitas esperanças para esse povo, só espero encontrar algum lugar onde não existam tantos neuróticos.
Ótimo artigo mano!
Abraços!

Leia também...

2leep.com