15 de jun de 2011

Ricardo Gondim e os Criticos de Plantão


Por Marco Alcantara

Quem acompanha o LION OF ZION sabe que não costumo focar o conteúdo do blog em situações que se sucedem com os indivíduos; por mais que sejam os erros que estes cometam.

Não me sinto a vontade em levar critica ao comportamento de um individuo. Creio que o Pai trata com cada um individualmente.

Existe uma voracidade de algumas pessoas em criticar e acastelar a própria critica com uma ampla tenacidade e assim tornando-se refém dessa critica.

Também existem aqueles que se tornam voluntariamente criticáveis como o caso mais recente no meio cristão.

Ricardo Gondim é o nome da vez, ele tornou-se o peso e a medida na balança dos autoproclamados defensores da fé. Acredito que todos conhecem a fama que precede o nome de Gondim – um pastor amável que marcou a minha vida e validou a minha fé no que diz respeito ao que “a igreja proíbe e a bíblia permite”, me fez encarar o evangelho de forma mais orgânica, me fez a entender que com o amor tudo fica mais fácil de compreender e de viver.

O evangelicalismo brasileiro vive dias tensos de lutas politicamente corretas sobre o homossexualismo, de corrupção nos templos, de idéias turvas sobre os pilares do cristianismo entre propensões teológicas embrulhadas como novidade para serem aceitas, sendo que, na verdade são velhas idéias rejeitadas há muito tempo.

Gondim com coragem se voluntariou a critica quando por sua vez expôs suas idéias sobre o homossexualismo para a Carta Capital, tocou na ferida dos crentes e desmentiu aquele que até então o vinha chamando de bundão.

Querendo estar em conformidade com a maioria evangélica a Revista Ultimato tentou apagar uma história de 20 anos demitindo um de seus melhores colunistas.

Pratico no meu cotidiano a teologia reformada, digo que pratico por que uma teologia só se fundamenta com vivência e experiência diária. A teologia reformada torna minha fé sã, faz com que eu compreenda como andar no caminho da graça imerecida. Mas principalmente me faz entender que o Pai não confunde os que são seus.

O que eu creio é o oposto do que o Gondim ensina (Teísmo Aberto), mas não posso mentir que antes não partilhei de várias idéias dele e hoje não posso jogá-lo no lixo, mas com todo amor posso partilhar do pão com ele retendo o que é bom.

Gondim não é o Martin Luther King brasileiro, não consigo enxergá-lo assim como os seus discípulos o enxergam (clique aqui). Não usem de “coitadismo “ para defende-lo, fica caricato, improdutivo e idiotizado.

Contudo, agora existe uma vigilância sobre o que o Ricardo Gondim faz e diz como no vídeo postado onde ele fala sobre a vinda de Cristo (ou a não vinda) postado em vários blogs.


Não creio que o amor de Deus relativiza o que Ele faz ou que Ele é, o amor está em Deus e só conhecemos o amor verdadeiro nos relacionando com Ele por meio da fé. A Soberania não faz com que o Pai não seja pai, mas faz com que seja um pai-amigo e presente em todos os nossos momentos de dor.

A Soberania não nos distancia Dele, mas nos cativa por um relacionamento incomum e sem limites “atemporalmente”. Eu vivo isso diariamente, é o meu pão de cada dia, mas considero todas as demais coisas e retenho o que é bom.

Pelo menos para mim ainda existem coisas a se reter de Gondim, Caio Fabio e até mesmo Malafaia (mesmo que sejam raros os momentos bons, ainda há estes momentos). Por outro lado cada qual examine o que é bom e digno de reter que no mais o que se vê por ai é o levantamento de polêmicas para se levantar o prestígio.

Vaidade tudo é vaidade.

4 comentários:

Luciano Santos disse...

Bem Marcos, pediu comentários, e é sempre um prazer fazê-los.

Creio que a maioria que está criticando o Gondim agora, e que antes gostava do que ele fala e escrevia, o faz por "miopia". Em tempos de internet rápida, twittes instantâneos sobre qualquer assunto, as pessoas perderam o costume de apurar e pensar sobre o assunto. Aquela velha ilustração das 3 peneiras. É mais fácil entrar no movimento, pegar uma pedra e jogar junto com a massa.

Eu não compartilho de todas as posições do Gondim, mas confesso que partilho a questão do direito cívil aos homossexuais. Uma coisa é o ato do homossexualismo em si, e o fato deles estarem tentando fazer uam lei de privilégio para si. Outra é o fato de que eles devem sim ter os mesmo direitos dos heterossexuais com relação a previdẽncia, assitência, saúde e outras questões civis.

Sobre esse último vídeo confesso que nem assisti. Entre ler um texto construtivo, ou ver (+) um video de alguém que está na mira, e que muitas vezes não nos mostra o contexto total do que estava falando, preferi nem ver. Como disse, há coisas que o Gondim falou ou escreveu que valem a pena, e é melhor remir o tempo com estas.

Um última palavra! Apesar do Malafaia estar enfiando os pés pelas mãos em quase tudo ultimamente, gostei muito da posição e da forma como ele defendeu uma oposição a PL122 em um debate realizado entre ele e o Tony Reis, líder da ABLGT, pela Rádio Câmara. Vale a pena ouvir!

Quando fizeste aquela pergutna de tarde ainda disse que esperava uma defesa da fé. Gostei da forma como tratou o assunto, como o Mestre faria, com Amor.

Desejo que a Graça e a Paz de nosso Senhor permaneçam em ti e na família. E mime bastante o pequeno :D

Leilahh disse...

"Cada qual examine o que é bom e digno de reter" com certeza é examinar o que estiver conforme a Palavra de Deus e então valerá a pena.
"Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça"
2 Timoteo 3.16

MaxwellFonseca disse...

Vi este o video do Gondim na integra, e apesar de ser muito DADO à escatologia, concordo com a FINALIDADE da mensagem, mas discordo da DEDUÇÃO que o pre-tribulacionismo "aliena" as pessoas.

Primeiramente, não acho que se pode APEDREJAR o Gondim pelas afirmações ou seu "jeito diferente". Ele tem muita propriedade de criticar nossa APATIA às coisas do mundo que nos cerca e o sofrimento do proximo.

Qualquer crente OU PASTOR pode NÃO dedicar-se à pesquisa das profecias bíblicas, isso é normal... muita gente BOA, se "enrola" quando vai falar de escatologia. Sou pre-trib e amo as profecias biblicas, mas isso não me da direito de DIMINUIR ninguem.

Penso que no caso do Gondim, o video em questão NÃO TEM COMO ALVO-PRINCIPAL ATINGIR os PRETRIBULACIONISTAS... apesar de fazê-lo... Ele se ocupa (ou preocupa) com a INERCIA dos crentes - e isso é valido.

Se é em prol da mudança dos crentes gerando MOBILIZAÇÕES CONCRETAS E DE EFEITO SOCIAL no nosso mundo, eu recebo o video de GONDIM com "simpatia" e maturidade suficiente.

Lembremos amigos, que a VERDADE continua verdade, com ou sem criticas.
Acho que o mesmo RESPEITO que prestarmos a despeitode discordancias com a PESSOA do gondim, irá voltar, em amor, da parte dele. que é um OTIMO irmão EM Cristo.

Resumindo, as provocações de gondim estão apontadas pra nossa APATIA às coisas e pessoas sofrendo ao nosso redor. nas vias do dito EVANGELHO INTEGRAL.
e por assim ser acho que devemos RESPEITAR as criticas, mesmo discordando dele em certos aspectos.

os PRE-TRIB são LITERAIS quanto À profecia...
e o HORIZONTE TÓPICO que ele fala no video está se aproximando, isto é fato - os sinais estão ai...
Mas ( SENDO logico ) que muita gente usa disso como "entorpecente" e outros como "terrorismo". É preciso chamar todos à realidade, pratica e paupavel de nossa "ideologia cristã".

É ALGO A SE PENSAR... qual o Efeito PRÁTICO de nossas crenças/bandeiras/denominações???
neste sentido, o gondim "pega na pereba" de muita gente.

espero ter me feito claro o suficiente.
mas qualquer duvida/comentário adicional
é so me perguntar - provocar... tô por aqui.
=)

shalom

W. Santos disse...

Conhecem o blog Ceticismo Aberto?

Leia também...

2leep.com