26 de mar de 2010

O Nosso Cristo de Todos os Dias


O que fez Jesus? Ajudou as pessoas necessitadas: visitou e curou doentes, amparou pessoas em desespero, exerceu compaixão activa, aliviando dores, alimentando famintos, libertando cativos (cativos de medos, de preconceitos, de fantasmas, de fardos pesados...). Ou seja, como lemos em Lucas 4:18/19: ... curou quebrantados de coração, libertou os cativos, deu vista aos cegos, aliviou os oprimidos.... Ele mesmo convidava: Vinde a Mim, todos vós que estais cansados e oprimidos e eu vos aliviarei... Jesus fez isso, na prática. E nós, cristãos, e a Igreja de Cristo hoje? Limitamo-nos a pregar, a ensinar, a dar lições, pregações, fazer orações, repetir frases?

Também somos fortes em “cristianismo de igreja”: cultos, pregações, orações, lições, ofertas monetárias... Isso é o que mais fazemos. É a nossa especialidade. E repetimos, repetimos, repetimos. Às vezes talvez também repetições vãs. Não será? E o resto?

Eu não preciso fazer parte de uma "entidade religiosa" para saber o que é o bem e muito mais, para saber o que é fazer o bem.Estando na graça vivendo a plenitude que é o amor de Deus sobre todos e tudo. A boa obra já deve estar inserida no carater.

Não se deve ensinar a agir bem de maneira repetitiva e religiosa o bem deve ser intuitivo, compassivo com a graça que a pessoa vive. O fazer o bem deve ser revelação divina mediante a graça.

Decorar e aprender a fazer o bem fazendo pelo que se dizem o que é bom. Fazendo de acordo com o ensino do religioso, inserido pela doutrina não é viver a graça é decorar a lição do bem religioso.

Que muitas vezes é somente ibope da doutrina e demais tendencioso a sua causa.

Nenhum comentário:

Leia também...

2leep.com