19 de mar de 2008

O Ópio do Povo


- Vídeo com criança sendo adorada por ter duas faces.

A religião é o ópio do povo" é um pensamento claro para qualquer um capaz de pensar. Acusa a religião de alienar e entorpecer. Compara a religião com uma droga.

"A religião além de fazer o mal aparentando fazer o bem, ainda vicia. É um vício mental."


Mas os ideólogos não se intimidam e tratam de torcer de todas as formas este pensamento claro. Usam de todos os sofismas, convocam todas as escolásticas, "interpretam" sob todas as metafísicas, valem-se do próprio pensamento dos marxistas para inverter o sentido da frase e tornar o "é" igual ao "não é" e assim afirmar que Marx "quis dizer" o contrário do que de fato disse.

24 comentários:

Nana Lopes disse...

Uma visão um tanto quanto tendenciosa e ate com um Q de preconceito,`de quem diz que religiõ é o ópio do povo.Mas respeito.Cada um tem sua maneira de pensar. Religião vem de religare, ou religação.
Não é vicio e sim deveria ser raciocinio.
Não gosoto muito inclusive da metafora do coração para aceitar a Deus , prefiro o cérebro e a razão. Eu tenho uma religião por razões concretas e não por emoção somente...
È claro que há gente de espirito tosco que se aproveita da religião para ter e poder, assim como se aproveitam da musica, Das artes em geral,da literatura, da politica, e de todas as coisas para interesse pessoais,obscuros e de manipulação e isso não é privilégio nem culpa da religião.Bjks
Legal sua postagem

Raoni Frizzo disse...

Na verdade o conceito de religião na atualidade anda bem distorcido!
É uma pena vermos algo (a religião) que fosse para pregar a paz e uma "doutrina" virar motivo de guerra e preconceito em alguns lugares do planeta.

Ou então aquelas pessoas que usam a religião para roubarem, um péssimo exemplo. Quem sabe algum dia isso muda!

Raoni
www.blogonews.blogspot.com

Lizzie disse...

Eu diria o 'ócio' do povo. A religião também pode tornar cega, o que é o mesmo que vício, incorrigível e tão destruidor quanto.

Beijocas
www.lizziepohlmann.com

Andréa Cristo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Andréa Cristo disse...

A religião em si não faz o mal. Quem faz o mal através dela é o ser humano, que a utiliza como meio de manipulação e condicionamento das massas... é uma programação mental, uma lavagem de cérebro. Mas a essencia das religiões é o amor e a evolução. Só que retorceram este princípio, até ele virar o que é hoje. Um inferno sobre a Terra

Bruno Vox disse...

Religião para mim mata! Até hoje não encontrei nenhum argumento de me fizesse pensar ao contrário.

A religião faz com que as pessoas percam a racionalidade e vivam em uma profunda ignorância.

Anônimo disse...

por um lado ela tem um papel fundamental na historia...
a moral tem seu valor, tire-a do povo e vera as consequencias, ela por um lado limita os anseios humanos.
mas claro, isso apenas a parte ignorante(maioria) que ao meu ver sempre existira.


gostei do blog, assuntos interessantes! to com certa pressa e talves nao consegui me expressar de forma clara como gostaria. até a proxima

vlw

Beca Moura disse...

Hã? =(

.drummerchick. disse...

(ei, fui eu aih em cima, viu? desculpaew!)

Nana Lopes disse...

Passando para ver as novidades!!

Avadim hayinu
Ata B'ne Chorin B'ne Chorin.
Hevenun Shalom Aleichem!!

Nana Lopes disse...

Passando para ver as novidades!!

Avadim hayinu
Ata B'ne Chorin B'ne Chorin.
Hevenun Shalom Aleichem!!

Fabio Ferreira disse...

falando de religiao, na minha opiniao, pode nao fazer o mal, mas que vicia eu acho que sim...as ilustraçoes e o layout do seu blog me chamaram a atençao...e e legal seu blog ser dividido por sessoes !

www.futebolediscussoes.blogspot.com

Octávio Ribeiro disse...

caramba!
amei seu post.
é assim que vejo a religião tambem
uma forma de se alienar.

Thiago disse...

O pior é usar da religião e da fé dos outros para fins 'pecadores'. :/
abraço

Éverton Vidal disse...

Eu nao concordo totalmente com Marx. Acho que a frase só vale dentro do contexto exato ao que ele se refere (lugar, século tal, religiao fulana de tal etc). A frase é extendida para outros contextos, assim como outras incluindo as da Bíblia. Quando sao extendidas precisam ser analisadas com cuidado.

Nao gosto de literalidades generalizadas. Nem mesmo com respeito a Marx.

Marx errou porque os seres humanos sao diferentes.

Marx errou porque seu pensamento é um sistema que quase nao vê o indivíduo, senao como uma partícula da massa.

Marx errou em sua perpectiva e criou mais uma moral (quase-religiosa): a Marxista.

Nao sou fä de Religioes. Mas é fato simles e observável que há um problema maior do qual a religiao é apenas uma das consequências. E quando vence-se esse problema até a Religiao pode ser um bem.

Esse problema habita na consciência.

Éverton Vidal disse...

Acho que estou numa nova fase, descobri que criticar a religiao ainda é medida paliativa. Acho que há algo maior que ela que deve ser o alvo das denúncias.

Só ainda nao achei bem a forma que defina bem isso.

Vai ter répilica? =P
Voltarei aqui rs.

Raphael Rap disse...

A religião como ópio do povo deve-se expandir no que diz respeito à conceituação do que é religião...

Boa análise...

.drummerchick. disse...

Isso aih do Éverton pra mim também!

Éverton Vidal disse...

Passei por aqui mais tranquilo aqui hoje... e analisei melhor o post. Nao vejo motivo pra discordar do post-em-si...

Kessia disse...

hmm n foi marx qm criou o marxismo...
assim como cristo n criou o cristianismo...

de qqquer forma.. marx estava certo se pensarmos q a religião spe foi uma forma de controle das massas. Algo tão antigo q persiste até hj...

religião escraviza..
cristo liberta..

po.. tinha uma citação do cs lewis super legal sobre o assunto, mas n consigo lembrar! hehehe spe acontece isso comigo....


anyways..

adorei seu blog!

mereceu o selo do rap!

bjos!

Amigao disse...

Meu amigão Lion,
Também não tenho como discordar deste post.
Apenas um comentáriozinho:Se eu pudesse hoje escolher entre todas as drogas que pairam pela minha vida vagabunda, eu escolheria a religião.
Talvez eu possa.To tentando o caminho de volta.
Abração, Boa Páscoa!
Passa lá no meu canto que tem uma mensagem ótima para esta páscoa.

Lion of Zion disse...

De fato Vidal, pór um lado eu te entendo na primeira postagem. Creio que se algo existe neste tempo, com toda certeza existe pela necessecidade deste tempo.

Assim é a religião se ela existe mesmo com o mal embutido nela (e pensando também que ela não é de todo mal) é por que ela TEM QUE EXISTIR.

É necessessária em vários aspectos, um mondo sem religião não será nunca um mundo melhor, um mundo sem Deus também não.

Se da forma torta a religião proclama o reino do mesmo jeito que nos afasta do reino é necessário que nos centramos na religião expressa em Tiago que é a caridade.

Claro existe várias religiões e várias setas apontando para lugares diferentes. Então que nós consigamos evoluir em todos os caminhos para estarmos evoluidos no caminho certo.


Inté!
=)

Juliana Freitas disse...

A religião é o ópio do povo. Fato!
É na religião que se "entende" que ser pobre, fracassado, sem qualquer dignidade, é um desígnio de "Deus". Mas a religião é assim porque foi assim que quiseram os que a fundaram... Nada melhor que usar a imagem ONIPOTENTE de um deus pra manipular as massas...

Éverton Vidal disse...

Marco na primeira vez que lipensei que se tratava de um esculacho à Teologia da Libertaçao... (que era Marxista) e que apesar dos pesares é realmente libertadora, pois desmascara a religiao, para depois fazer algum uso dela.

Depois li com calma. Tinha entendido errado o texto.

Percebi que na verdade os criticados sao aqueles que usam Marx nao para desmascarar a religiao, mas para exaltá-la, aí é foda, pq é inverter de verdade os sentidos, como se Marx nao tivesse dito o que disse.

Abraçao.
Inté!

Leia também...

2leep.com