6 de abr de 2009

Eu Não Evangelizo


Se evangelizar é encontrar uma pessoa na rua e com toda cara de pau dizer "Jesus te ama" e dar as costas, eu não evangelizo.

Se evangelizar é tocar hino nas praças e ir para casa se achando o máximo, eu não evangelizo.

Se evangelizar é ir numa marcha para fazer propaganda de igreja e cantores, eu não evangelizo.

Se evangelizar servir para arrastar pessoas para igreja quando tem festinhas com comida e montar esquemas para ela se sentir bem-vinda somente naquele momento, eu não evangelizo.

Se evangelizar é entregar folhetos que serão jogados no chão e criará mais sujeira nas ruas, eu não evangelizo.
Se evangelizar é pregar com base para embutir culpa nas pessoas bombardeando-as com idéias de pecado e conseqüentemente o inferno para os maus e céu para os bons, eu não evangelizo.
Se evangelizar é convencer as pessoas a se protegerem do mundo dentro de uma igreja que acaba se tornando um bunker contra toda guerra espiritual e ofensivas do diabo, eu não evangelizo.
Se evangelizar é sistematizar o Evangelho, eu não evangelizo.

Agora se evangelizar é caminhar junto, estar presente na vida das pessoas, ser ombro amigo, chorar e rir em vários momentos, então eu creio que eu evangelizo.
Afinal entendo que o maior evangelismo de Cristo, foi estar ao lado, foi comer junto e presenciar toda a aflição e alegria do teu próximo.
Creio que evangelizar é sinônimo de relacionamento. O verdadeiro evangelho não é feito de seguidores e sim de amigos.

Portanto, se evangelizar é partilhar o pão nosso de cada dia, eu evangelizo.

15 comentários:

Thiago Mendanha disse...

Se é assim... também não evangelizo de jeito maneira... rs

Éverton Vidal disse...

Pois eu só posso assinar embaixo mano. Também não curto esse evangelismo "de igreja". Meu lance é sair jogando sementes de vida, criando um círculo de amor que vai e volta para mim. Sem aquelas intenções megalomaníacas de ter igreja grande e discípulos-seguidores.

Abraço.

Teóphilo Noturno disse...

Texto perfeito, definições ótimas!
Parabéns e permita-me citar suas palavras num futuro breve!
Que Deus o abençoe!

Tina disse...

oi..
concordo com você...

Joel Jr. disse...

Maravilha de texto!! Simples, direto e rico. Parabéns, brother! Eu não "evangelizo". Eu evangelizo. entendeu?

Éverton Vidal disse...

Marco eu deixei o orkut ainda em janeiro. Já era tempo né.

E vc quando vai ao nordeste?

Wilcomjc disse...

Brilhante! Esta é a melhor percepção do evangelho: relacionamento.

Abraços!

Lindoélio Lázaro disse...

Evangelizar é mais do que se relacionar. Há "n" tipos de relacionamento. Eu diria que evangelizar é sinônimo de relacionamento quando há uma entrega do eu automática em prol do outrem, como bem diz o texto, de modo que o caráter de Cristo, em graça, se reflita levando boas novas ao relacionando. Evangelizar, sobretudo, é viver, quando esse viver é Cristo.

Abraço!

Descanso da Alma disse...

O melhor e maior exemplo de evangelismo é aquele que o mestre desenvolveu, e no fim ele disse, "Hoje não os chamo de discipulos, mas amigos". Ele não se preocupou em desenvolver números para determinadas igrejas ou movimentos, mas evangelizou para dar esperanças, vida. Hoje o evangelismo é mais para criar agregados para templos.

Sou um defensor árduo desse evangelismo, onde o que está em jogo são almas e não objetos.

Excelente texto, vou publicar no meu blog.

Abraços para o mestre evangelizador.

Jalles Kennedy disse...

Eu que agradeço pela oportunidade de ler algo como isso. Parabéns pelo texto cara.

Myrthes disse...

Deus usa maneiras incríveis para chegar ao coração de uma pessoa. E uma das maneiras pode ser uma dessas que você discriminou.
Estamos na 3a geração de evangélicos compromissados em minha família e meu avô se converteu porque um homem, de quem ele nunca soube o nome, foi vários domingos à rua onde ele morava e por uma hora tocava hinos em sua concertina. E as músicas em sua memória auditiva o levou a entrar em uma igreja evangélica e daí começou a herança.
Myrthes

Aline disse...

"Evangelizar é relacionamento"
Foi isso que aprendi também na minha igreja.
Assino embaixo!

Mas as vezes é dificil se relacionar e se doar ao proximo que as vezes só quer se aproveitar. Por isso precisamos do Espirito Santo! Evangelizar sem ele é em vao...

Vanessa disse...

Amado,

Esse texto é perfeito....

Me identifiquei bastante com o texto......

Deusiane disse...

Boa!

Abelmon disse...

Leia:
http://www.chamada.com.br/mensagens/rua_george.html
Muitos folhetos realmente são lançados fora ou não são nem lidos, mas com certeza, foi uma semente lançada no caminho e vidas foram salvas.

Por quê e como evangelizar?
Ef 4:17-18 é bem claro nisso. A “fórmula” é realmente levar o conhecimento de Deus (contra a ignorância) e amor (contra a dureza de coração). Sem amor, como diria o apóstolo Paulo pelo Espírito, nada feito.

O texto foi muito feliz ao criticar que não se deve evangelizar sem amor, sem direção do Espírito ou por vaidade. Mas ele foi infeliz ao citar métodos de evangelismo. Faltou o entendendo que estes métodos não são completos em si mesmo, mas apenas ferramentas. Tenha a certeza de que você só amará alguém se for pelo Espírito, e que você só irá dizer um simples “Jesus te ama” que tenha o poder de converter alguém se for pelo mesmo Espírito (e amor).

Que Deus continue nos dando o crescimento na graça e no conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.
Abraço.

Leia também...

2leep.com