8 de abr de 2009

Zumbis Filosóficos Piedosos

Só de mencionar a palavra zumbi imaginamos aquelas criaturas famintas por cérebros no melhor estilo criado por George Romero e visto no fabuloso filme Madrugada dos Mortos (o original claro) que assisti três vezes. =D

Mas o zumbi filosófico ou p-zombie como também é conhecido é um ser hipotético, ou seja, um ser idêntico ao ser humano normal se não fosse pela inexistência da experiência consciente. Imagina-se que quando um zumbi filosófico sinta dor ele realmente não a sente apenas reage pela ação da causa. Essa é uma reação inconsciente e somente casual.

O argumento dos zumbis surgiu em 1974 em um artigo de Robert Kirk, mas foi com o livro The Conscious Mind (1996), de David Chalmers, que ele ganha um papel de destaque dentro da filosofia da mente.

Existem indivíduos que se tornaram perfeitos zumbis, isso ocorre pelo fato de aprenderem algo de outro, e tomarem esse algo como uma verdade motivadora, automática e única, assim sendo é indiscutível os termos dessa verdade. Vêem que aquilo é “tão certo” e “confiável” que perderam a vontade própria ou a consciência para agir por si mesmos e assim agem através de um adestramento ou condicionamento mental.

Imagine uma pessoa fazendo algo sem amor, sem paixão ou simplesmente sem alma. Tomando atitudes por que simplesmente disseram que era assim e pronto. Não existe nada de bom ou correto nisso. Fazer qualquer coisa unicamente para sentir o “dever cumprido” não é bom, ou fazer o bem para o bem próprio ou mesmo para que outros te aplaudam. É também um modo de agir bem abrangendo o mal.

Como um zumbi sem consciência estes outros seres condicionados pelas recomendações de outros só tem as reações casuais. Se fizerem alguma coisa boa será somente dentro do mesmo patamar de outros zumbis, e nunca será nada surpreendente, novo e apaixonante de se ver, pois não existe amor nisso ou consciência do que se está fazendo.

"Dentro das religiões existe uma bondade enlatada, mascarada e tacanha."

Nossos atos e os resultados destes atos, os feitos, nos revelam o que somos, fazem aparecer ao observador nossa "natureza", nossa maneira de ser. Tal expressão nos reduz àquilo que somos de fato. Se nos nossos atos existe paixão, amor e graça de verdade não aquilo que é transmitido, ensinado ou orquestrado por outras pessoas, os que nos observam em todo canto sentirão isso e nisso terão dentro deles o efeito e a causa da mesma paixão, do mesmo amor e da mesma graça.

Que venhamos a ter uma vontade de refletir sobre o que fazemos mesmo que a principio para nós mesmos e para todo mundo esse ato seja bom. Caso contrário seremos zumbis, autômatos, alienados, condicionados e burocráticos com a nossa vida e as vidas carentes do nosso melhor.

A consciência é o órgão pelo qual o homem tem contato com o mundo exterior, com o mundo interior e principalmente têm consciência de si mesmo como ser humano capaz de decidir, por si, seus atos.

"Se fugirmos deste princípio natural de viver, seremos anormais em nossa forma de agir, seremos contrários à nossa natureza regenerada, ou seja, o novo homem que habita em nós se move através de uma consciência livre de regras, dogmas e leis humanas que só servem para gerar morte."

E agindo pelas regras, dogmas e leis humanas seremos zumbis piedosos geradores de morte. Iguais ao filme viveremos na fixação de cumprir as nossas obrigações morais no lugar de comer miolos.

23 comentários:

Digao disse...

Só de mencionar a palavra zumbi imaginamos aquelas criaturas famintas por cérebros no melhor estilo criado por George Romero e visto no fabuloso filme Madrugada dos Mortos (o original claro) que assisti três vezes. =D

Nao brother eu lembrei do zumbi dos palmares.:P
rsrsrrsrsrs
Muito bacana o texto.

Abracos.

.drummerchick. disse...

Pow, cara, tudo a ver com "O dia do Coringa", de Jostein Gaarder! Já lesse? Acho que vc ia curtir! Associando, todas as cartas do baralho são como os zumbis filosóficos: fazem porque fazem, dizem porque dizem e ponto. Só o Coringa, com sua versatilidade, é um filósofo. Só ele decide de fato o que quer ser/fazer e em que momento - e por uma boa razão. Ele não se encaixa em nenhuma das categorias e transita por todas elas.

Victor Fontana disse...

Se são famintos por cérebros, talvez seja pela falta de possuirem um.

Caramba... pensar é tão difícil. Ter opinião própria mais ainda...

Cara, deixa os zumbis em paz... vc deve ter dado um nó na cabeça deles com este texto.

rsrs

mto bom!

Niquinha disse...

a maioria das pessoas que habitam esse planetinha são zumbis... =(
ah mande suas dicas de pegador que a gente faz um post!
bjos

Mario Henrique disse...

pow...gostei mto daki ein!..

teu layout é foda!
hehehe ^^
mto legal msmo...

o texto idem...

se puder, visite e comente:
http://esfiha-berta.blogspot.com

L.Neres disse...

Cara, ótimo post, eu tbm assisti Madrugada dos Mortos várias vezes, rsrs... Seus ultimos posts mereceram um Selo que fiz pra ti, hihi, confere no meu blog...
Abraço
Leandro
lneres.blogspot.com

Rodrigo disse...

Fala brother.

Deixei um selo pra vc,aqui no meu blog.

Abracos.

Theo disse...

Nossa! ÉS ah paixão pela Sophia

Danilo Moreira disse...

Nossa, q viagem...rs

gostei do layout.

Qto ao zumbi, há um certo momento da vida em que parece que as pessoas deixam de pensar nelas mesmas e se limitam apenas a cumprir os seus papéis como cidadão-trabalhador-pagador-de-impostos.

Mas no fundo, há algo dentro delas que grita e avisa que nao é assim que as coisas funcionam.

A diferença é que poucas ouvem, ou o afogam para dentro do seu próprio esquecimento.

Abçs!!!

Lya Lopes disse...

Engraçado eu lembrei do zumbi dos palmares....

Intrigante o texto, não sabia que existia um termo para isso. Merece ser lido novamente.

Apenas "eu" Luis felipe ! disse...

lembrei agora do filme resident evil.rsrs. gostei do texto cara . parabens pelo blog.fui...




http://noticias-irrelevantes.blogspot.com/

Butterfly F.M disse...

Sabe conheço um monte de zumbis, é verdade como você diz em seu texto que as pessoas tem bondades enlatas pelas religiões está correto, e para mim o fato de algumas pessoas viverem em torno do modismo faz com que elas parem de pensar e virem zumbis sem célebro...
Fato compravado disso é o sucesso da dança do créu...:x

Neto Morais disse...

Vou falara do blog... ta muito bom tudo tudo tudo. muito legal. parabens

Jéssica Torres disse...

Complexo o assunto abordado, porém interessante!
O que somos nós senão zumbis conformados com nossas situações por sermos alheios a ela então?!
Acho que regras, leis e ao menos formas de condutas são necessárias para um convivência ao menos toleravel em sociedade, o problema é torna-se alienado o suficiente para deixar hipertrofiar a nossa auto-critica, auto-avaliação! Precisamos sempre cultuar uma consciencia alopsiquica e autopsiquica critica que sabe viver de acordo com as regras mas sabe questiona-las e saber até que ponto estamos sendos controlados e vivendo com automatismo!

computakipiada disse...

meu deus eu preciso de um template igual o seu

Mario Henrique disse...

ixiii.... jah tinha comentado por aqui ein!.. heheh

mas td bem..
só pra ressaltar q tah mto bom o blog..
layout principalmente ;D

abraços!
se puder, visite tmb.:

http://esfiha-berta.blogspot.com

Naná disse...

Muito bom o blog, bem feito e tdo mais ! parabééns!

Caio disse...

É bem a cara do Mito da Caverna. Muito legal sua colocação! Sabe, fico pensando que deve ter um monte de gente que lê nossos blogs e acabam tornando-se como esses zumbis, mesmo que essa não seja nossa vontade.

Éverton Vidal disse...

POrrada! Eu tava esperando tu acabar esse texto... desde aquela conversa fiquei com os p-zumbies na cabeça.

Muito bom!
Inté!

ricardo disse...


É... O pregador do culto de domingo da minha igreja falou sobre multidão. Falou algo que me deixou a pensar, sobre as igrejas terem pessoas que estão na multidão. Não seriam essas multidões os zumbis que você falou, pessoas sem convivência pessoal, só ali no meio da farofa pra ver o que acontece?!

[ ]'s ricardo

João Paulo Mendes disse...

Ótimo seu blog, quando vi o layout me espantei, parabéns, idéais não comuns e posts interessantíssimos.
Que Deus o abençoe.


joao Paulo - www.joaopaulo-mendes.blogspot.com

Os melhores sites PTC disse...

Parabens pelos selos de qualidade .

analisando seu blog ralmente vc merece.


Abraço

Lion of Zion disse...

REPUBLICAÇÃO!

Leia também...

2leep.com